04 Jun

Resenha Escolhida: Livros de Elite

escolhida brasil

Em “Escolhida” continuamos seguindo Zoey nesta nova vida de Marcada. Agora ela tem total controle sobre seus poderes e já sabe quem é sua inimiga declarada. Sua melhor amiga virou uma Morta-Viva e agora Zoey tem que achar um jeito de ajudá-la a voltar a ser normal, sem contar que a carimbagem com seu ex-namorado está tirando-a do sério; Erik seu namorado atual, sente que algo está incomodando Zoey, e Blake não para de dar em cima dela…. #tenso!
Gente, eu ri muito neste livro! A Zoey é incrível! Uma personagem que me faz rir muito, e as vezes chego até a chorar! Se “Escolhida” era pra ser um livro tenso, não foi. Bem, em alguns pontos sim, mas a maioria do livro eu ri e fiquei com dó dos personagens! Uma das partes que me dava mais raiva, eram as cenas onde Zoey estava com sua mãe e seu “padrastotário”. Como pode essas duas criaturas ainda viverem? Dava vontade de entrar no livro e socar a cara dos dois… prontofalei!

“- Mãe, por favor, não faça mais isso. Se você me aceitar, e se você realmente quiser me ver, me ligue e nos encontramos. Mas fingir que quer me ver porque John mandou é algo que realmente me magoa e não é bom para nenhuma de nós.”

Zoey cresceu muito neste livro, claro que ela continua adolescente e nerd, mas certas decisões que ela toma, conseguimos ver maturidade. Ta certo que neste livro ela mente muito, principalmente para seus amigos, mas se pararmos para pensar, há um bom motivo nisso. Como já comentei nas outras resenhas, adoro o jeito como ela leva tudo na esportiva e seu sarcasmo nato. Zoey é uma personagem incrível que merece sim uma chance de ser conhecida!
“… Odiava quando algum garoto ficava nervoso perto de mim, como se eu fosse transformá-lo em algo terrível. Por favor. Estamos na Morada da Noite, não na escola de Hogwarts. (Sim, eu li os livros do Harry Potter e amo os filmes. Sim, isso é prova mais do que suficiente de minha “nerdice”.)”

Todos os personagens são incríveis e muito bem construídos. Até Aphrodite, devo confessar, tornou-se uma peça fundamental neste livro. Até consigo entender algumas de sua “cachorradas”. Ela foi criada assim, e agora quer se redimir. Isso foi um ponto forte do livro.

“Seu pai é prefeito de Tulsa. A mãe era o próprio Satanás. Basicamente, eles faziam meus velhos parecerem os pais de Brady (sim, sou uma demente e assisto às reprises do canal Nickelodeon).”

A única coisa que me deixou um pouco irada no começo do livro foi a repetição de acontecimentos. Não precisava narrar tudo novamente neh? Poderia ter resumido e escrito somente as partes mais importantes e pronto! Mas nãoooo…. lá vai a repetição de tuuuuddddooooo de novo. Chato isso. Este foi o único ponto negativo, a narrativa continua em primeira pessoa, e como no segundo livro, neste também não encontrei nenhum erro de revisão. A capa é uma das mais bonitas da série (tá, eu confesso, não posso escolher só uma porque gosto de todas!!!) e a diagramação é simples mas bem bonita também.

Pra finalizar, leiam! Tirem suas próprias conclusões. Esta série é cheia de magia, encantamentos, vampiros (muito gostosos, diga-se de passagem), um mundo desconhecido que pode não ser aceito por quem esta acostumado com um tipo específico, mas que depois de entendido, passa a ser incrível e você se sente no dever de saber mais e mais sobre a série!
“… É assim que vou compensar tudo de ruim que fiz. Desta vez eu fui a Escolhida. Lembre-se que me sacrifiquei por vontade própria.”

Então gente, preciso postar isso aqui! O.O Ontem eu estava contando os comentários para o Top de Maio e me deparei com esse comentário da Vanessa Tourinho. Fiquei encantada, porque é bem assim mesmo que vejo a Zoey depois de ter livro este livro. Vou colocá-lo aqui pra vcs lerem tbm! Obrigada pelo comentário Van!

Créditos: Ana Paula
Fonte: Livros de Elite



Share this

Leave a reply