05 Jun

Resenha Marcada: Seja Cult

Marcada Capa alta

Até que enfim estou fazendo a resenha de uma das series que mais amo e que a maioria mais odeia. Já li House of Night até o quinto livro, mas como ainda não tinha feito resenha no site, estou relendo e apresentando o meu ponto de vista sobre ela. Marcada é narrado em primeira pessoa e conta a estória da Zoey, uma menina de 16 anos, que em um dia comum na escola recebeu a marca de vampira na testa e isso muda completamente a sua vida. Ela precisa ir para a Morada da Noite, algo como um internato, para que a transformação se complete, pois caso seu corpo rejeite a marca, ela morrerá.

No mundo criado pelas autoras, os vampiros e humanos coexistem, mesmo que os humanos aceitem a outra raça por obrigação. A explicação delas para os vampiros me convenceu e foi bem fundamentada, os humanos são marcados e seu corpo precisa passar pela transformação. Na Morada da Noite, os novatos aprendem a lidar com sangue, a se fortalecerem para as mudanças, treinam o seu lado psicológico e descobrem de onde vieram. Nessa descoberta, somos inseridos na cultura do povo Cherokee, índios americanos, e nas lendas da Nyx, deusa dos vampiros. Os rituais para a Nyx me agradou muito, é bem descrito e ambientado.

Gosto da serie House of Night por dois motivos principais, o primeiro deles é a linguagem que o livro possui. Ele é leve e descontraído, escrito para jovens e com o linguajar coloquial. O segundo motivo é a protagonista que ao contrario de muitos, eu adoro. Me diverto com a Zoey, dou risada das situações que ela se mete e torço por ela quando algo dá errado. Ela é a típica adolescente confusa, complicada e quer se descobrir e encaixar nessa nova vida. Eu a acho tão real, que às vezes me vejo nela. Acredito que essa empatia me faz não desistir da serie mesmo tento tantos livros. O livro ser narrado pela visão dela também favorece essa conexão, nós a conhecemos mais intimamente.

Mesmo sendo uma serie longa, cada livro possui seu começo, meio e fim. É claro que ele é uma sequencia e que em cada um deles acontece algo que acrescenta ao anterior, mas não fica nada de muito “meu Deus, preciso saber” para ser descoberto no próximo, pelo menos não até o quinto, ou nesse primeiro. Marcada possui ação, romance, personagens secundários que às vezes roubam a cena… ou seja, tudo o que eu curto em um livro jovem adulto. Com esse livro vocês não vão sentir que ele é o primeiro, pois embora o intuito seja conhecer os personagens e o porquê das coisas, ele logo entra no seu próprio enredo e conflito.

Algo sobre os títulos dos livros, eles tem uma relação direta com o que acontece na estória. O primeiro é Marcada e o segundo Traída, então, já dá para imaginar que algo muito ruim envolvendo traição vai acontecer. Lerei esse livro em breve pois como li a algum tempo, não me recordo bem do motivo do título. Recomendo esse livro para quem gosta de algo leve, sobrenatural e diferente do que se lê de vampiros. Espero com minha opinião ter despertado em alguém a vontade de dar uma chance para a serie, pois sempre que gostamos de algo, queremos que todos gostem também.

“Não vai ser sempre tão ruim assim. Quando você for uma vampira madura, sua vida vai lhe parecer sua outra vez. Você tomará suas decisões; fará as coisas ao seu modo; seguirá o rumo para o qual o seu coração, sua alma e seus talentos te levaram.”


Créditos: Denise Simino

Fonte: Seja Cult

Share this

Leave a reply